domingo, 7 de março de 2010

O gosto da carne humana

Eu fecho os meus olhos
E posso ver o teu corpo
Eu abro minha mente
E eu posso sentir teu medo

A linda morte que te preparei
O banquete perfeito
Teu corpo sobre uma bandeija de prata

A caça, o abate, o preparo
Tudo tem de ser perfeito
Tudo tem de ser mágico
O machado, o grito, o sangue
Tua vida é uma com a minha
Agora eu sou o teu Deus

O gosto da carne humana
O gosto da carne humana
O gosto da carne humana

Teu sangue é como o vinho
Vemelho
Doce
Eterno
Eterno como o fogo
Excitado
Disciplinador
Apaixonado
Apaixonado como o meu desejo
Meu desejo por carne humana

O gosto da carne humana
A entidade física se torna alimento
O gosto da carne humana
O maior prazer que pode se sentir
O gosto da carne humana

O gosto da carne humana
O gosto da carne humana
O gosto da carne humana

2 comentários:

  1. Vc e seus escritos à-la Rammstein! ;)
    Ah, adorei o design, o header - whatever - do blog! ;)

    ResponderExcluir

Sociable